sexta-feira, julho 03, 2009

Adote um bichinho

Não contribua para a indústria de reprodução de animais. Adote um bichinho!

Saiba como na notícia abaixo:

Prefeitura de SP lançou a "Rede social" para quem quer adotar cães e gatos que estão no CCZ.

Informações no link:
Adoção

Vontade de ter uma fazenda e dinheiro para salvar a todos!
Ponto para o Kassab!

quarta-feira, julho 01, 2009

Faz tempo

Quase dois meses sem postar nada. O que não significa que minha vida está num completo marasmo.

Na verdade, o processo de mudança que atingiu minha vida pessoal e profissional foi tamanho que, entre uma passada nas casas de material de construção e uma corrida atrás de novos clientes, faltou tempo para escrever algumas linhas e manter esse canal atualizado.

Não prometo que isso mudará, mas tentarei ser mais presente.

Por ora, quero dizer que sigo chocada com a morte de MJ - um cara que aprendi a gostar na infância, tentando imitar a caminhada na lua e rodando no chão numa tentativa vã de seguir seus, na época, ineditismos break. Meu interesse por ele, aos poucos, foi escasseando, talvez por causa dos escândalos ou porque seus gritinhos forçados passaram a me irritar. Ou porque, de fato, preferia a versão negra - mais autêntica que aquela pintura vinda de filme de terror na qual se transformara. Mas, ele ainda fazia parte da minha história.

A morte, tão repentina, me chocou, como a todos. Mas, imaginativa que sou, fã das séries de ficção da TV, já criei logo uma versão inédita para a notícia. Sua morte, na verdade, é um golpe. Fingindo-se de morto, MJ estimula a venda de seus discos, se livra da dívida milionária e vira o mártir da indústria POP. MJ não morreu, berrarão seus fãs. E, camuflado em seu rosto de cera, poderá usufruir do conforto e das fantasias que sempre buscou em sua Terra do Nunca, longe de qualquer responsabilidade e drama.

FIM.

P.S: é, eu nunca aceitei a morte tal qual ela é. Prefiro minha versão borgiana, de dar finais fantásticos à vida.